Enchei-vos do Espírito


Enchei-vos do Espírito


“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito (...)” (Ef. 5.18).

 

Podemos observar no texto acima que Paulo não pede aos crentes de Éfeso que sejam cheios do Espírito Santo. Ele também não expressa um desejo, como quem deseja um feliz Natal. O verbo enchei-vos está no imperativo, portanto ele está ordenando aos crentes de Éfeso, de Belo Horizonte, do mundo,  que sejam cheios do Espírita Santo. Portanto, repito, não é um pedido, nem um desejo, mas uma ordem.

Muitos de nós, crentes, achamos que por sermos batizados nas águas e batizados com o Espírito Santo, basta, já estamos cheios do Espírito Santo para o resto de nossas vidas. Mas, esse enchimento deve ser constante.

Podemos observar nas Escrituras os apóstolos, em épocas diferentes, recebendo o Espírito Santo ou sendo cheios do Espírito Santo. Em João 20.22, temos: “E havendo dito isto, assoprou (Jesus) sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Depois, no dia de pentecostes, os apóstolos foram cheios do Espírito Santo em Atos 2.1-4: “Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; “de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem" (Atos 2.1-4).

Mais tarde em Atos 4.31, os apóstolos são novamente cheios do Espírito Santo: “Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus" (Atos 4.31).

BiIIy Graham conta que certa vez estava fazendo uma série de conferências em uma determinada igreja, quando no domingo, um diácono apareceu bêbado. O pastor da igreja reuniu a liderança e excluiu aquele diácono. Billy Graham deu-lhe os parabéns por isso, mas perguntou-lhe se os outros diáconos da igreja eram cheios do Espírito Santo, porque, se não fossem, deveriam ser excluídos também, pois, o mesmo versículo que diz “não vos embriagueis com vinho”, também diz “enchei-vos do Espírito Santo”.

O ser humano sempre busca alguma coisa para preencher o vazio da existência. Se não for cheio do Espírito Santo, ele será fatalmente cheio de alguma outra coisa. Poderá ser cheio de droga, cheio de bebida, cheio de sexo ilegítimo, cheio de orgulho, cheio de vaidade, cheio de cobiça, cheio de inveja, cheio de murmuração, cheio de medo, cheio de incerteza pelo seu futuro; enfim, estará cheio de muito pecado, mas sua vida continuará vazia. Portanto, buscai ser cheio do Espírito Santo, antes que ele venha a se encher (cansar) de você. 

Sabemos que o próprio Senhor Jesus era cheio do Espírito Santo: “Jesus, Cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto (...)" (Lucas 4.1).”

Fica portanto evidente, pelos exemplos, que necessitamos intensamente do Senhor Espírito Santo de Deus para vencermos o pecado e fazermos a obra de Deus com ousadia, poder, eficiência e eficácia.

Termino louvando e agradecendo a Deus pela maravilhosa graça do Espírito Santo em nós, dando-nos alegria, conforto, orientação e paz.


Publicado em: 17 de novembro de 2020

Autor: Lúcio Barreto

Compartilhe!



Leia outras mensagens!